Do Desolado ao Lindo


Com Deus, existe esperança até mesmo nas situações mais desanimadoras.
Leia:  Jó 42:10-17.

Do Desolado ao Lindo

            A primavera é a estação do ano em que Deus nos recorda de que as coisas nem sempre são o que parecem. Em poucas semanas, o que parece desesperadamente morto retorna à vida. Bosques desolados transformam-se em paisagens coloridas. Árvores cujos galhos sem folhas se estendiam ao céu no inverno, como se implorassem por vestimenta, de repente se adornam com trajes verdes rendados. Flores que murcharam e caíram ao chão rendendo-se ao frio se levantam lentamente da terra, desafiando a morte.
            Nas Escrituras, lemos a respeito de algumas situações aparentemente sem esperança. Um exemplo é o de um homem rico chamado Jó, a quem Deus descreveu como íntegro (Jó 2:3). O desastre se abateu sobre ele, que perdeu tudo que lhe era importante. Na miséria, ele disse: “Os meus dias […] se findam sem esperança” (Jó 7:6). O que parecia a Jó e seus amigos ser uma prova de que Deus se virara contra ele, era exatamente o oposto. Deus confiava tanto na integridade de Jó, que confiou nele nesta batalha contra Satanás. Mais tarde, a esperança e a vida de Jó foram renovadas.
            A chegada da primavera, sempre fiel, todo ano me conforta quando estou numa situação que parece não ter esperança. Com Deus, não existe tal coisa. Independente do quão desolada a paisagem da vida possa parecer, Deus pode transformá-la num glorioso jardim de cores e fragrâncias.


Julie Ackerman Link


           
0

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com