MENU

sexta-feira, 25 de maio de 2012


Faça por merecer
A paz que você pede a Deus já está dentro de você.
Para senti-la, use o seu cabedal de inteligência.
Veja em que erra, o que não realiza direito, qual ordem em
seu proveito não cumpre, onde não emprega o amor,
qual agradecimento não faz, onde não usa a
paciência, as alegrias que esconde –
e olhe para o lado de Deus.
A paz provém do dever cumprido, da esperança, da
obediência a preceitos elevados e das boas experiências internas.
Não se fere quem não emprega a violência contra si mesmo.
Lourival Lopes

Faça por merecer


Construa uma paz sem limites.
 
Pôr  limites à  paz  é  dar  brecha
 para a  intranqüilidade entrar no coração.
 
Pense ser a sua paz profunda, inquebrável,
e isso lhe será de grande valia.
 
Não é bom ir só até certo ponto, como quem diz:
"se me tratam bem, tudo bem; mas, se pisam meu pé, viro bicho".
É por um limite à paz considerar que se tem o "pé pisado".
 
Não se sinta ofendido, e a paz será mantida.
Com ela, vem a alegria, a saúde, a esperança, o progresso.
 
A sua paz livra você dos perigos da vida.
 
Lourival Lopes

Construa uma paz sem limites.


Você é responsável pela sua paz.
Não acuse a ninguém, se está sem ela.
É certo que os outros influem na manutenção da sua paz.
Interferem de maneira agradável ou desagradável.
Mas, é você que administra as circunstâncias.
E escolhe pensamentos, palavras, gestos, ações, providências.
Está em você dar um sentido próprio ao que lhe chega.
Guarde bem o tesouro interior.
Não o deixe ser destruído pelos outros.
Ame a si mesmo.
Você não é um carro enguiçado a ser empurrado pelos outros.

Lourival Lopes

Você é responsável pela sua paz.

Não olhe os problemas com lente de amento. Use para eles uma lente de redução. Quem tem medo facilmente trata os problemas com exagero. Quem procura enfrentá-los sabe que não são o que aparentam e pode vê-los com lentes que lhes diminuam a intensidade. Use a lente de aumento para outro fim, o da sua felicidade. Faça de um pequeno ponto, de uma simples observação um motivo de alegria e de um pequeno favor que recebe um grande contentamento. Quem reduz os problemas aumenta a paz. Lourival Lopes

Não olhe os problemas com lente de amento.


Queira o bem dos outros.

Dê importante lugar aos outros na sua vida.
Não deseje a eles o que não quer para si, faça como ensinou Jesus.

Os outros são pontos de apoio, observação e trabalho para você progredir e ser feliz.
Quando você lhes deseja um bem, esse bem passa a existir primeiro dentro de você e, depois, neles.
Por isso, os que mais desejam o bem aos outros são os mais felizes.

Não meça esforços para ser útil.
O seu esforço é agradável a Deus, pois estão interligados você, os outros e Deus.

O que você faz aos outros a si mesmo faz.

Lourival Lopes

Queira o bem dos outros.

FELICIDADE EM TUDO QUE SE FAÇA

Em Casa: Transforme a casa onde você mora num lar de convivência agradável. Seja você o elemento que busca a felicidade através da agregação e da harmonia. Transforme sua vida entre quatro paredes num presente e entregue-o àqueles que moram com você...

Com a Família: Faça de sua família o núcleo onde podem ser encontrados seus amigos. A amizade entre os membros de uma família é fundamental para a felicidade do grupo.

Com dinheiro: Considere o dinheiro o instrumento resultante do trabalho digno e com ele você poderá proporcionar a felicidade pessoal e daqueles que convivem com você. Use-o sem se deixar escravizar por ele.

Viajando: Ao viajar transforme seu deslocamento em momentos de alegria pessoal, sua e dos que lhe fazem companhia. Sua felicidade não está em viajar, mas em aprender e crescer enquanto se desloca.

Amando: Seja feliz enquanto está amando alguém. Mostre ao outro que sua felicidade é fruto de seu trabalho interior, o qual recebe a contribuição da pessoa amada. Enquanto ama, ensine aos outros a conquistar o amor em suas vidas para que também eles se sintam felizes.

Na Doença: Busque ser feliz independente de estar doente. A doença é um sinal da necessidade de reflexão e não deve se tornar um empecilho à sua harmonia. Seja feliz com o espírito em paz, mesmo tendo o corpo doente. Corpo e espírito diferem pela essência e aparência.

Sem Culpa: Divida sua culpa comentando-a com alguém para que sua mente se sinta menos pesada. Seja feliz ao saber que a culpa advinda de algo que você fez poderá ser entendida por outra pessoa que também poderia ter feito a mesma coisa que você.

Na Morte: Não chore pela morte nem se entristeça com sua ocorrência. Ela é um convite à sua reflexão sobre a grandeza da Vida e a possibilidade de muito fazer e crescer enquanto você estiver no corpo. Seja feliz, pois, literalmente, a vida continua.

No Sexo: Sua felicidade necessariamente não está relacionada a sua sexualidade, mas é importante que você utilize o sexo com naturalidade e com maturidade. Seja feliz sendo sexualmente maduro.

Desenvolva o hábito de colocar espiritualidade em sua vida. Aprenda a ver o mundo pelo olhar do espírito e seja feliz compreendendo a vida como um dom de Deus. A espiritualidade representa a percepção do espírito sobre o mundo. Veja o mundo com o olhar amoroso do espírito que você é.

Ser feliz em tudo que façamos é meta possível na medida em que estivermos inteiros e conscientes na realização dos próprios atos.



Adenáuer Novaes

FELICIDADE EM TUDO QUE SE FAÇA