MENU

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

LIVRE DE PREOCUPAÇÕES

M esmo quando aparentemente existem muitas razões para se preocupar, ainda assim não há realmente razão para se preocupar. Existem muitas outras maneiras mais eficientes de responder a qualquer situação que a vida possa lhe apresentar.

Quando você sentir aquele ardente desejo de se preocupar, tome a decisão de agir naquilo que lhe aflige em vez de apenas se preocupar. Fazer alguma coisa positiva é infinitamente mais valioso do que pensar em algo negativo que não lhe acrescenta absolutamente nada de bom.

Deixe as suas preocupações para trás. A propósito, Deus ordena que você faça isso; e se Ele ordenou é porque é possível sim, que você faça o que Ele ordenou uma vez que jamais Deus ordenaria algo que lhe fosse impossível fazer. Seja realmente livre de preocupações e você ficará maravilhado com as coisas incríveis que você poderá realizar.

Para Meditação:

Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não tem vocês muito mais valor do que elas? Mateus 6:25-26

--

LIVRE DE PREOCUPAÇÕES

OS FRUTOS DA PACIÊNCIA

O que poderia produzir uma árvore? Em sua essência seria o seu fruto. É óbvio que o fruto de uma mangueira, logo, dar-se-á uma manga. Diga-se en passant que ela produz anualmente. O que diria da goiabeira da mesma sorte, produziria a goiaba na estação própria.

As árvores produzem no tempo determinado. Não se forja uma árvore a produzir. Ou dirá o homem produza frutos, ó abacateiro! Ela não ouvirá a voz humana, pois, o homem não tem comando para dizer que ela produza. O máximo que homem poderá fazer: colocar adubos, aguar, cuidar, enfim, e esperar que ela cresça e que no seu período dê o seu fruto.

Elas (árvores) seguem o tempo programado para dar o seu fruto. Algumas com abundância e outra com escassez de produção. Mas, o que é certo que elas produzirão em pequenas ou grandes quantidades. Mas, darão o seu fruto no tempo marcado.

O livro de Salmos 1, compara também, ao que é temente a Deus a produção de seus frutos. Assim como as árvores, nós também, de igual modo produzimos frutos que serão alimentos para outros. De maneira que no tempo próprio, e essa é a peculiaridade. Produzimos frutos, à medida que crescemos, nos tornamos maduros. Elas se tornarão frutíferas quando se tornam adultas. Pois, também chegará o momento de produzir frutos que irão alimentar pessoas ou humanos.

A paciência em nossa vida pode gerar frutos que são chamados de Paz e Justiça. Se por outro lado, a impaciência gera frutos de injustiça e de intranqüilidade. Logo, a paciência produz uma certeza do fruto vindouro. De tal forma, a tartaruga mesmo sendo devagar pode chegar ao seu destino. Os velozes coelhos chegarão primeiro, contudo, poderão chegar com rapidez. Mas, aqueles que ainda vão devagar chegarão ao seu destino.

Portanto, os frutos da paciência, não podem trazer confusão, pois que espera sempre alcança. Outra citação sacra diz: “Deleita-te no Senhor, Ele concederá os desejos do teu coração”. Ela , a paciência, produzirá um fruto que o que virá, com certeza trará a benção prometida para cada um. De igual modo, os frutos de cada árvore vem no seu tempo próprio, assim virão os seus frutos a seu tempo. Espera, pois, no Senhor.

Fonte: Cunha, Élcio. Campo Grande-MS, Brasil.

Os frutos da paciência


A partir de meados de 1990 com o desenvolvimento e o aprimoramento das tecnologias e dos meios de comunicação, principalmente com o uso da rede mundial de computadores (internet), houve um significativo aumento na quantidade de dados e informações recebidos diariamente pelas pessoas através de diferentes meios de comunicação.
As novas tecnologias influenciam os meios de comunicação e trazem grandes mudanças na forma das pessoas interagirem umas com as outras. A maioria das novas tecnologias se caracteriza por tornar ágil o conteúdo da comunicação, através da digitalização e da comunicação em redes, para receber, transmitir e distribuir as informações por textos, imagens, vídeos e sons em tempo quase que real.
O fácil acesso aos meios de comunicação e a grande circulação das informações, aumentaram o interesse pela renovação contínua do conhecimento, num processo constante de mudanças de princípios e conceitos. Este constante desenvolvimento tecnológico, acabou gerando uma verdadeira revolução em diversas profissões. Profissões que existiam a vinte anos atrás, hoje não existem mais, ou se existem estão passando por algum tipo de transformação devido a era digital. Outras que não existiam , hoje são uma realidade e muitas outras profissões certamente surgirão nos próximos anos.
Em muitos casos, o uso da mão de obra está sendo substituído pela tecnologia. Muitas profissões acabaram desaparecendo ou quase desaparecendo como é o caso dos guardiões (foram substituídos por alarmes eletrônicos); as telefonistas (estão sendo substituídos pelo atendimento eletrônico); os caixas de banco (substituídos pelo caixa-rápido); os carteiros (trocados por e-mails e correspondência eletrônica).
Por outro lado, as mudanças tecnológicas estão fazendo uma grande diferença para outras profissões, tais como o telemarketing (é uma das profissões que mais gerou empregos nos últimos tempos), profissionais da área médica (que hoje contam com aparelhos que dispõem de novas tecnologias e que proporcionam diagnósticos mais precisos), profissionais da área da educação (que hoje podem contar com a tecnologia do data show, da internet, o que torna o aprendizado mais dinâmico) e tantos outros.
Se muitas profissões foram extintas e se outras se desenvolveram muito com o advento da tecnologia, há ainda o grupo das novas profissões, que surgiram como os administradores de comunidades virtuais; bibliotecários de bibliotecas virtuais; profissionais da internet como web-designer, especialista em redes sociais, entre inúmeros outros.
É fato que as inovações tecnológicas trouxeram profundas mudanças para a sociedade e isso se estende ao mercado de trabalho. Temos que ter em mente que as novas tecnologias não geram desemprego, o que ocorre é uma mudança nos tipos de vagas disponíveis e a exigência de novas qualificações para os postos de trabalho e isso faz com que os profissionais das mais diversas áreas tenham o desafio de se mostrar competentes e inovadores em suas áreas de atuação para garantir o seu espaço em meio a constante inovação tecnológica.


Rosemary de Ross
Pato Branco - Paraná.
http://www.rosemaryross.com.br/

As novas tecnologias e as profissões.