Shopping Center de Maridos

Shopping Center de Maridos

Havia um "Shopping Center de Maridos", onde as mulheres podiam escolher o seu marido entre várias opções de homens. O shopping tinha cinco andares, sendo que as qualidades dos homens cresciam nos andares mais altos. A única regra era que uma vez em um andar, não se poderia mais descer - deveria escolher um homem do andar, subir ao próximo ou ir embora. Uma dupla de amigas foi até o shopping.

PRIMEIRO ANDAR - Um aviso na porta dizia: "Os homens deste andar trabalham e gostam de crianças". Uma das amigas disse para a outra: "Bem, é melhor do que ser desempregado ou não gostar de crianças, mas como serão os homens do próximo andar?". Então elas subiram as escadas.

SEGUNDO ANDAR - "Os homens deste andar trabalham, têm excelentes salários, gostam de crianças e são muito bonitos". "Viu só?" - diz uma delas - "Como serão então os homens do próximo andar?" Então elas subiram as escadas.

TERCEIRO ANDAR - "Os homens deste andar trabalham, têm excelentes salários, gostam de crianças, são muito bonitos e ajudam no serviço doméstico". "NOSSA!" - diz a mulher - "Muito tentador, mas como serão os homens do próximo andar?" Então elas subiram as escadas.

QUARTO ANDAR - "Os homens deste andar trabalham, têm excelentes salários, gostam de crianças, são muito bonitos, ajudam no serviço doméstico e são ótimos amantes". "Meu Deus...pense! O que será que nos aguarda no quinto andar!!!"

Então elas subiram até o quinto andar.

QUINTO ANDAR - A placa na porta do andar vazio dizia: "Esse andar serve somente para provar que é impossível satisfazer as mulheres. Por favor siga até a saída e tenha um bom dia".

(Autor desconhecido)
0

O colar de pérolas

O colar de pérolas
"Jenny tinha cinco anos e era possuidora de olhos vivos e brilhantes. Um dia ela foi ao supermercado com a mãe e na saída viu um colar de pérolas de plástico que custava $ 2.50. Ela queria muito ter aquele colar e quando perguntou à mãe se ela lhe compraria o presente, a resposta que ouviu foi a seguinte: "É um colar bonito, mas custa caro. Então vamos fazer um acordo, vou comprar o colar mas quando chegarmos em casa vamos fazer uma lista de pequenos trabalhos para você fazer como forma de pagamento, tá bom? E não se esqueça que sua avó vai te dar algum dinheiro no seu aniversário também. Combinado?"

Jenny concordou e ganhou o colar. Ela trabalhou muito bem como tinham combinado e ganhou mesmo um dinheirinho da avó, então logo o colar estava pago. Jenny adorava o colar de pérolas e usava-o constantemente. Ia na escola com ele, usava-o para sair com a mãe, etc. Só não tomava banho com ele porque a mãe tinha avisado que o pescoço dela poderia ficar manchado. O pai da Jenny era muito amoroso e toda noite ele a colocava na cama e lia a sua estória favorita.

Uma noite, quando acabou de ler a estória, ele perguntou a ela:
"Jenny, você me ama?"
"Claro que sim papai, você sabe que eu te amo", disse a menina.
"Então gostaria que você me desse o seu colar de pérolas."
"Ah papai, isso não. Não o meu colar!" disse ela. "Mas posso te dar a minha boneca favorita, a Rosie. Lembra dela? Aquela que você me deu de aniversário o ano passado.
E ainda posso te dar o jogo de chá dela também, tá bom?"
"Não querida, não precisa nada disso", disse o pai, dando-lhe um beijo de boa noite. "Durma bem".

Uma semana mais tarde, o pai acabou de ler a estória e fez a mesma pergunta: "Jenny você me ama?"
"Claro que sim papai, você sabe que eu te amo", disse a menina.
"Então quero que me dê as suas pérolas", disse o pai.
"Minhas pérolas não, papai. Mas posso te dar o meu cavalo de brinquedo, lembra dele? É o meu favorito, gosto de penteá-lo e fazer tranças em seu pelo macio. Quer ficar com ele?", disse a menina. "Não querida, não precisa nada disso", disse o pai, dando-lhe um beijo de boa noite.
"Deus te abençoe. Durma bem".

Vários dias mais tarde, quando o pai entrou no quarto dela para ler a estória, Jenny estava sentada na cama com os lábios trêmulos. "Aqui está o meu colar, papai", disse-lhe estendendo a mão e deixando-o escorregar para a mão do pai.

Com uma mão o pai segurou o colar de plástico e com a outra puxou uma caixa de veludo azul de dentro do bolso. Dentro da caixa estava um lindo colar de pérolas verdadeiras.

Ele tinha aquele colar todo o tempo e só estava esperando que a Jenny desistisse do colar falso e barato, para que pudesse lhe dar aquele que era real."

Autor desconhecido
0

proteger-se onda de calor



Estamos enfrentando atualmente aumento significativo na temperatura. várias cidades do brasil estão enfrentando ondas de calor. O calor é uma ameaça à saúde. Saiba como proteger-se.

A exposição a calor intenso é uma agressão para o organismo, podendo conduzir a:


desidratação
agravamento de doenças crónicas
esgotamento
golpe de calor
Sintomas associados a um esgotamento por calor:

Cãibras musculares
Cansaço e fraqueza
Desmaio
Náuseas e vómitos
Respiração rápida e superficial
Grande transpiração
Palidez
Pele fria e húmida
Pulso fraco e rápido
Dor de cabeça

O golpe de calor é o risco mais grave e pode provocar danos irreversíveis à saúde e até levar à morte. Os principais sintomas são: febre alta, dores de cabeça, tonturas, pulso rápido e forte, náuseas, confusão, perda de consciência, contracções musculares e pele vermelha, quente e seca, sem suor.

Atenção! Uma vítima de um golpe de calor corre risco de morte. São indispensáveis cuidados médicos de emergência.

São mais vulneráveis ao calor:

Crianças nos primeiros anos de vida
Idosos
Portadores de doenças crónicas (cardiovasculares, respiratórias, renais, diabetes e alcoolismo)
Obesos
Acamados
Pessoas com problemas de saúde mental
Pessoas que tomam medicamentos, tais como anti-hipertensores, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos, neurolépticos, entre outros.

Como proteger-se?
Do sol e do calor

Evite a exposição directa ao sol, em especial entre as 11 e as 16 horas.
Na praia, mesmo debaixo do chapéu de sol, não está protegido. A água do mar também reflecte os raios solares, podendo provocar queimaduras solares.
Sempre que se expuser ao sol ou andar ao ar livre, use protector solar.
Use chapéu e óculos escuros (especialmente para pessoas de pele clara). Proteja a cabeça das crianças com chapéu de abas.
Use roupa solta, de preferência de algodão e de cores claras.
Nos dias de grande calor, os bebés e os idosos não deverão ir à praia.
Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais à sombra, frescos e arejados.

Beba e faça uma alimentação equilibrada

Aumente a ingestão de água ou de sumos de fruta natural, sem açúcar, mesmo sem ter sede.
Evite bebidas alcoólicas, gaseificadas, com cafeína ou com açúcar, porque podem provocar desidratação.
Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes.
Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes podem não sentir sede. Ofereça-lhes água!

Refresque-se


Permaneça 2 a 3 horas por dia num ambiente fresco. Se isso não for possível em sua casa, visite centros comerciais, museus, cinemas ou outros locais com ar condicionado.
No período de maior calor, refresque-se com um banho. Evite, no entanto, mudanças bruscas de temperatura.
Em casa

Evite que o calor entre. Corra as persianas ou portadas e mantenha o ar a circular.
Abra as janelas durante a noite.
Use menos roupa na cama, sobretudo dos bebés e doentes acamados.
Em viagem

Se o carro não tiver ar condicionado, não feche completamente as janelas.
Leve água ou sumos sem açúcar.
Sempre que possível, viaje de noite.
Evite a permanência em viaturas expostas ao sol, em especial de crianças, doentes ou idosos.
Procure e dê ajuda


Não hesite em pedir ajuda a um familiar ou vizinho no caso de se sentir mal com o calor.
Informe-se periodicamente sobre o estado de saúde das pessoas isoladas, idosas ou com dependência que vivam
perto de si e ajude-as a protegerem-se do calor.

fonte: http://www.portaldasaude.pt/portal/conteudos/enciclopedia+da+saude/saude+publica/calor/calor.htm
7

Perdoe sempre!



25 de fevereiro


Reflexão

Na vida, existem dias em que a jornada se torna muito pesada. Então, a tendência natural do ser humano é enxergar tudo de modo menos positivo. Nesses momentos, lembremo-nos de Jesus. Quando estava na cruz, havia motivos para amaldiçoar os que zombavam dele; tinha o poder para fazer o que quisesse. No entando, adotou uma atitude que provoca um profunda reflexão: perdoou a todos os que o fizeram sofrer. Isso mesmo! Perdoou a todos!

Meditação

Na vida, se algo não estiver bem, não perca tempo! Pratique sempre o perdão!

Confirmação

"Jesus dizia: 'Pai, perdoa-lhes! Eles não sabem o que fazem!'"

(Lc 23,34).


Fonte: Livro “Uma mensagem por dia, o ano todo” - Editora Paulinas

http://www.rosemaryross.com.br/

Rosemary de Ross - Pato Branco PR.
0

copyright © . all rights reserved. designed by Color and Code

grid layout coding by helpblogger.com